Libido – Doenças que podem interferir

Libido. Conforme à evolução dos tempos, a sexualidade tanto feminina quanto masculina está em constante mudança e descobrimento para solucionarmos seus segredos e mistérios que lidamos dia pós dia.

A libido é um deles que conseguem bagunçar vida de homens e mulheres. Nas mulheres, quase tudo pode esta influenciando sua disposição, desempenho sexual, na sua libido e entre outros. Por exemplo, uns dos demais fatores podem identificar algumas doenças que prejudicam tanto nossa saúde física quanto alterar diretamente no desejo sexual.

Entretanto, problemas ginecológicos que tratam sobre inflamações, infecções, dores pélvicas crônicas, como também, Doenças Sexualmente Transmissíveis (DST) que podem ser transmitidas pelo sexo, acabam inibindo o desejo sexual, pelo fato, do medo de transmitir, ou também no caso de estar em contaste tratamento.

Alias, selecionamos dois problemas ginecológicos bastantes recorrentes na maioria das mulheres, como também daremos dicas de prevenções e principais sintomas.

Libido – Tipos de doenças

Candidíase – É quando a uma infecção causada pelo fungo Candida Albicans, que se aloja na área genital tanto de homens como mulheres. Neste caso, para as mulheres que são diagnosticas com a candidíase, a mucosa vaginal fica edemaciada e bem avermelhada devido a infecção pelo fungo, como resultado podendo ocasionar dor durante o ato sexual, e assim, diminuindo a libido ou tendo a perda do desejo sexual.

Cistite – A princípio, ela é uma inflamação da bexiga que provoca dores intensas, pelo fato, de que o órgão é bastante sensível e devido o mecanismo de encher e esvaziar prova distensão e contração involuntária do órgão. No entanto, causada pelo habito de segura a urina por longo período e assim deixando acumular e alojar bactérias ocasionando a inflamação e também surgimento de dores durante o ato sexual. Outros fatores de riscos são identificados em pessoas de idade mais avançada, pessoas diagnosticadas com pedras nos rins, como também, com a diabetes.

Sintomas

Para candidíase, temos:

  • Ardência, coceira e inchaço na região genial
  • Fissura na mucosa (lembra a uma assadura)
  • Corrimento esbranquiçado
  • No homem, podendo ocasionar avermelhidão e aparecimento de um tipo de nata na ponta do pênis, como também, aparecimento de aftas e dor ao engolir alimentos

Para cistite, temos:

  • Dor no baixo ventre
  • Dor e ardência para urinar
  • Sensação de bexiga cheia mesmo depois de esvaziá-la
  • Presença de sangue na urina
  • Dores nas costas

Prevenções

Cistite – Portanto, o habito de tomar água é essencial para qualquer ser humano para que mantenha a saúde e equilíbrio corporal e como neste caso a água é utilizada como o melhor remédio, pois, ela ajuda na eliminação das bactérias presentes na bexiga, como também, bebendo bastante água cria a necessidade de ir ao banheiro mais vezes tornando o nosso corpo como um próprio filtro de bactérias e toxinas que possa está presente em nosso corpo, mas, de forma inversa em vez de está armazenando no seu interior está expulsando para fora.

Contudo, como citado nas formas de prevenção da Candidíase, aqui também a higiene da região está bem destacada, pois, higienizando bem e adequadamente eliminaram as bactérias restantes que ficaram alojadas no exterior da região e é como sugestivo está lavando sempre que puder após realiza demais necessidade fisiológicas para manter a higiene e o cheiro agradável.

Candidíase :

  • Portanto, a higiene na região é primordial para qualquer tipo de prevenção e saúde da mesma, mas especialmente para este caso deve esta fazendo o uso de sabonete líquido de ph neutro, para manter o equilíbrio.
  • Dê preferência a calcinhas de algodão para que a região possa respirar melhor, como também, é aconselhável está dormindo sem calcinha para que permaneça respirando de maneira adequada e deixando livre de “efeito estufa” ótimo para proliferação de fungos. Por este fato, evite roupas muito justa ou usar roupas de materiais sintéticos por longos períodos para que possa respirar com freqüência.
  •  Use camisinha nas relações sexuais e principalmente as pessoas com a imunidade comprometidas como portadoras de HIV ou que esteja em tratamento contra o câncer, necessitam de cuidados extras na prevenção de infecções pelo fungo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *